Quantos andam por aqui?

7 de fevereiro de 2012

Coisas que me têm ocupado o pensamento

1
À uns dias disseram-me "Quando fores mais velha vais ser uma excelente mãe. Tenho muito orgulho em ti." e eu fiquei com o coração apertadinho apertadinho. Dizem-me que tudo isto me vai ajudar a crescer, e eu quero acreditar nisso. O pai ainda continua no hospital, mas já nem parece o mesmo pai que eu tinha de visitar com máscara, luvas e bata, o que é bom, muito bom. O pai foi a pessoa que mais me magoou até hoje. Disse-me coisas que nunca ninguém deveria dizer a uma filha, já me desiludiu e enganou, já me deixou triste, muito triste. Mas é engraçado ver como a relação com uma pessoa pode mudar assim que nos deparamos com a probabilidade de a perder. Agora vou ao hospital três vezes por dia e olho para ele de forma diferente. Ajudo-o a comer, falo com ele e quando me venho embora arranjo-lhe o cabelo. 
"Quem é a menina do papá?" perguntaram-lhe. Ele olhou para mim e sorriu.

2
Isto de ter pais divorciados é uma treta. Por um lado tenho o pai, que precisa de mim mais do que nunca, e tenho os avós que estão a sofrer com esta situação e eu tento fazer-me de forte e apoiá-los. Mas por outro lado tenho a mãe, que não vejo à meses e de quem tenho saudades, muitas saudades. Ir para casa dela uns dias - eu só pedia 2 ou 3 - significava ter tempo para ir andar à beira mar ou sentar-me num banco de jardim e desenhar. E agora? Não sei o que fazer. Se ficar com os avós, sei que vou continuar a passar os meus dias no hospital e o único tempo que tenho para mim é à noitinha, quando de lá venho, mas só vou ver a mãe talvez nas férias de páscoa. Se for para a mãe, posso ter tempo para mim mas não fico descansada, porque os avós estão sozinhos e eu sinto que faço aqui falta.

3
Amigos, onde é que estão eles quando precisamos deles?
Não estão.

4 comentários:

Flor disse...

Fico contente por ver que o teu pai está a melhorar! Mais dia, menos dia, e ele está para curvas, outra vez! :)
E os teus avós devem estar orgulhosa da neta/filha que têm ao lado deles, um perfeito anjo da guarda! :))

E quando tudo isto passar, vais ver que as férias junto da mama vão ser ainda melhores do que aquelas que poderias passar agora, pois o sentimento de "dever cumprido" vai ser tão, mas tão grande, que vais sentir que és uma heroína.

Aliás, eu acho que és... Porque aguentar tudo isto, sozinha, com a tua idade (que julgo ser semelhante à minha) não é fácil... Também já passei por algo semelhante, mas menos grave, e viver 24h/24h com o coração nas mãos não é fácil...

Muita força!

E quanto aos amigos, parece que de amigos não têm muito.... Mas pronto, assim vais ver quem tens do teu lado...

Beijinhos

Green disse...

Estás mesmo a passar uma fase difícil e complicada. Desejo as rápidas melhoras para o teu pai, e que consigas arranjar esse tempo que tanto precisas para ti.
Um beijinho e muita força.

Alexandre disse...

Há sem dúvida fases complicadas da nossa vida! Só espero que o teu fique melhor e que corra tudo pelo melhor.

E deve ser terrível ter os pais divorciados. Espero que concilies bem o teu tempo para q corra tudo bem.

Ana T. disse...

Já não lia o teu blogue há algum tempo. E realmente, pelo que li, as coisas não estão bem. Não sei o que aconteceu ao teu pai. Mas seja o que for, tens que ter muita força e coragem. Melhores dias virão de certeza!

Força**