Quantos andam por aqui?

19 de janeiro de 2009

No line on the Horizon

Eu gosto de olhar para o horizonte, imaginar quem vive atrás dele. Será que há pessoas do outro lado, atrás do nada, que perguntam a si mesmas o mesmo que eu "viverá alguém naquele lado?". Gosto de saber que há algo que não podemos controlar, sou a revolução de uma rapariga só. A ideia de infinito agrada-me, gosto da ideia de algo não ter limites já que vivemos rodeados deles. O homem nasceu para ser livre mas impõe-se, constantemente, a regras e leis. É por isso que gosto de sonhar, criar um mundo só meu. Não tem mal sonhar (pois não?) se somos felizes assim. Pensando bem acho que é melhor não sabermos o que está atrás do desconhecido. I don’t want to talk about wars between nations.

1 comentário:

Buh! disse...

I wear a disguise
I'm just your average Jane
The super doesn't stand for model
But that doesn't mean I'm plain
If all you see is how I look
You miss the superchick within
And I christen you Titanic
Underestimate and swim
I've got the rifle
Gonna be myself

I'll be everything that I want to be
I am confidence in insecurity
I am a voice yet waiting to be heard
I'll shoot the shot, bang
That you hear 'round the world
I'm a one girl revolution

Some people see the revolution
But most only see the girl
I can loose my hard earned freedom
If my fear defines my world
I declare my independence from the critics and their stones
I can find my revolution
I can learn to stand alone

I'll be everything that I want to be
I am confidence in insecurity
I am a voice yet waiting to be heard
I'll shoot the shot, bang
That you hear 'round the world
I'm a one girl revolution


la la la xD

tbm viste o "cadete kelly"? ahahahaha