Quantos andam por aqui?

1 de dezembro de 2008

Para ti Joana (ri-te ri-te) !!

Quem havia de prever que falar contigo até à 1 da manhã dá ideias para escrever aqui? Sabes nunca me imaginei em velha (só começei a imaginar tal coisa desde que começámos a falar disso há umas semanas atrás), sempre que me imaginava via uma pessoa "normal": casada, com filhos e com uma casa para cuidar. Mas fui conhecendo pessoas maravilhosas (sim sim diz lá "oh ela escreveu isto a pensar na minha pessoa!", prontos está dito?) que me ensinaram a ver o mundo com novos olhos e a ver as coisas de forma totalmente diferente. Agora não quero nada do que já quis, quero ser livre e conhecer o mundo, fazer novas amizades e conservar as que até aí tiver. O meu sonho é viajar por aí com a máquina fotográfica e nada mais. Nada de compromissos ou impedimentos. Imagina-nos as 2 velhotas a andar de harley [ahahahahah], sem destino ou rota, ir até onde nos apetecer (mas tem de haver farmácias... dava jeitinho). Nada de lares, nada! Vamos revolucionar a nossa geração, vamos ser o exemplo de liberdade para a 3ª idade! O que eu quero mesmo que imagines é nós as 2 (tu com os teus filhos e netos e eu com os meus sobrinhos e gatos ahahahah) naquelas 2 simpáticas casas em Sintra, lado a lado. Era lindo! Não encontro outra palavra para descrever o bom que era. Imagina-nos em casa uma da outra: os teus filhos a puxarem os rabos aos meus gatos ou a meterem-nos no forno, eu a fazer bolos em tua casa... ou aos domingos a irmos dar uma passeio pela serra. Nesses passeios havemos de recordar as 2 jovens que se aventuravam por ali sem uma garrafa de água, mas não era isso que as impedia de andarem kms. Quando penso nestes supostos dias vem-me à cabeça uma pessoa sentada numa cadeira de baloiço a olhar por uma grande janela. Eu quero uma sala assim, com muitas janelas e com um ar simpático e acolhedor, dá sempre jeito após estar uns tempos a andar de moto contigo Oh Yeah Baby, ou pensavas que ficava para muito tempo no mesmo sítio? Tenho pena de quem achar que tem tomar conta de nós, a sério. Devem achar que os velhotes têm de ficar em casa o dia todo, que não podem sair à rua porque são muito frágeis. Vamos andar por aí com as nossas bengalas personalizadas com chamas (para darem a sensação de que andamos rápido ahahah) e quando já não conseguirmos andar de bengala andamos a ver quem tem o rapaz mais giro para conduzir a cadeira de rodas (espero que na altura haja rapazes como o estagiário... ai ai). Olha quando tivermos 80 anos podemos ir fazer uma tatuagem? Vá lá não é por mim, é por ela (tentativa de tentar convencer-te, mas presumo que tenha pouco êxito). "Devem ter fugido do lar" é o que as pessoas devem pensar quando na loja de tatuagens, mas nós não lhes vamos ligar (ou então pudemos escondê-las num beco e fazemo-lhes a vida negra com as nossas bengalas!). Imagina o nosso feitio na altura "eu não sou teimosa" " és és" "não não" "^oo)". Vai ser espectacolher! Imagina como é que irá ser o nosso estilo de roupa. Eu uso molas para o cabelo em forma de borboleta e tu malas de mão com caveiras (lindas!)Ainda quero ver quem é que vai ganhar nas corridas de bengalas ou então a ver quem consegue senha para o médico mais depressa
Apesar das bengalas que usemos, sítios que visitemos e caminhos que decidamos tomar, quero que saibas que me ensinaste muito estes 3 anos. E quero que me ensines muito mais percebeste?

Obrigado Joana * É isto que eu quero no futuro distante


3 comentários:

Chioo! disse...

Tudo isto foi escrito junto à lareira! Daí a inspiração, porque com frio não consigo escrever infelizmente..

^oo) Yeah!

Buh! disse...

és uma parva! (e eu sou bastante simpatica ahaha) puseste-me quase a chorar! deixa-me tão feliz saber q te pude ajudar, q te fui util. aprendemos coisas uma com a outra, partilhamos momentos magnificos e outros não tão magnificos. ADORO-TE! tu fazes-me bem, tornas os meus problemas mais pequenos. (corrijo puseste-me mesmo a chorar)

aparte para o gonçalo: toma toma tu nao tens direito a posts! lalala

obrigado eu <3**

Inês disse...

minha querida Daniela:

Ao longo destes três anos, longos mesmo, porque aprendemos e desaprendemos (no caso da professora mota..e do eskizofreniko d ingles...e de um ser loiro, do qual nao quero referir o nome..) tenho notado grande evolução em ti nao só artisticamente, mas a cima de tudo pessoalmente tens-te tornado cada vez mais pura (admiro isso em ti) cada vez mais com um estilo so teu, (opa penso logo nas tuas meias com pompons mm à ti!)...podes sem duvida agradecer à joana, ela é formidavel. Quanto ao imaginar-te velha nem queriras saber como imagino ahhahahahahahha NAAAOO! quero ser tia dos vossos filhos, e dos vossos gatos. quero tomar cha com voces quero saber das aventuras que tiveram quando forem fazer um cruzeiro para a 3ª idade lol..quero saber de todas as noticias da vossa vida, dos méritos, e dos fracassos. quero poder ajudar. e quero fazer parte da tua liberdade... VOA*