Quantos andam por aqui?

3 de dezembro de 2008

Espiral

Não! Hoje não me venham com teorias, não digam "Daniela acalma-te", não! Chega, estou farta. Porque é que tenho de aguentar com tudo? Eu não devia, supostamente ter alguém que me apoiasse dentro de casa? Tem de ser uma criança de 10 anos a dizer para eu ter calma, tenho de ser eu a explicar-lhe que os casais têm momentos maus? Eu estou tão cansada, sinto-me em queda livre e não quero aterrar, porque sei que nesse dia não aguento mais. Quero cuspir cá para fora tudo o que está encravado na garganta, tudo o que está guardado há mais de 10 anos (é muito tempo...). Não quero saber se estou a ser irracional mas é isto que sinto neste momento, é uma dor enorme, um buraco vazio cá dentro (só não abre mais porque ainda tenho pessoas que me compreendem e apoiam) e só me apetece chorar. Ver a mesma história repetir-se passados 10 anos é duro, porque sei o que custa, mas agora estou mais crescida, sei como lidar com as coisas. AAAAAAAHHHH! Irra, porquê? Porque é que na adolescência não posso viver a dita "vida normal" de uma jovem de 16 anos? Só tenho é a agradecer aos meus pais, porque se eles nunca tiverem netos do meu lado é graças ao comportamento deles. Não quero filhos, família, nada. Não quero impedimentos, a famosa frase de "se eu soubesse que iria ser assim..." comigo não resulta.
Quero férias, devo horas de sono à minha pessoa....

2 comentários:

Buh! disse...

a adolescencia nao é um periodo de vida normal...

DEITA TUDO CÁ PARA FORA!

(eu por exemplo disse merda em frente à minha mae...queria la saber...)

os adultos acham q sabem o q fazem mas nao sabem...

estou aqui sempre para te ajudar

Inês disse...

GRITA MULHER! BERRA! FAZ ESCANDALO! MOSTRA A TUA RAIVA...depois cala-te e respira. E pensa que vai passar, porque passa sempre.