Quantos andam por aqui?

25 de novembro de 2008

As pessoas são como a espuma para o cabelo

Hoje, mais uma 3ª feira, dia de me levantar cedo, estava sozinha a pensar... Enquanto me penteava olhei para a espuma para o cabelo e pensei "Esta coisa é esquisita... Enquanto está dentro da lata é líquida, mas só porque alguém precisa dela fica logo sólida (não é bem sólida... é estranha!). As pessoas também são assim. Enquanto nos são indiferentes elas são normais e passam-nos despercebidas, mas quando precisamos delas elas mudam. E vão mudando ainda mais quando as conhecemos melhor. As pessoas, por vezes, irritam-me! Pareço anti-social a falar, e se calhar até sou em parte. Mas acho que é preferível sair-mos magoados por não termos ninguém do que ficarmos magoados por alguém. Se não conhermos ninguém nunca vamos saber como é a dor realmente, enquanto que se tivermos alguém e depois essa pessoa desaparecer ou magoar-nos a dor será muito maior. A relação que mantemos com as pessoas têm sempre 2 mãos: com uma dá-nos felicidade e momentos incríveis mas depois de tudo isto a outra mão tira-nos tudo. A pior coisa que uma pessoa pode fazer é mentir a ela mesma. O ano passado quando estava na dúvida de geometria, se conseguia ou não, estive quase a desistir. Chorava e lamentava porque é que eu era assim. Perguntava-me todos os dias, não havia um que me escapasse, porque é que pessoas que se esforçavam menos que eu e conseguiam... Hoje, que passei por isso tudo vejo a resposta. Porque acreditei em mim e não me menti. Tive pessoas que me ajudaram e agradeço-lhes imenso! Se calhar a esta hora estava a martirizer-me (eu sei como sou...). Porque é que quando alguém precisa de ajuda não o admite? Porque é que essas pessoas não o vêem, e prejudicam as que estão ao lado? Aqui em casa quem sofre sempre sou eu e a minha irmã mas eu amparo sempre do lado dela. Como irmã mais velha tenho de protege-la, eu não me importo de arcar com as consequências sozinha... Eu consigo. ISTO não se sucederia se não existissem pessoas egoístas e sem amor próprio... Ou seja, as pessoas são como a espuma para o cabelo - multifacetadas (hoje são tudo e amanhã não são nada).

3 comentários:

Chioo! disse...

Obrigado Joana por me ouvires (ou leres as minhas converas...). Foi importante deitar tudo cá para fora, aqui nesta casa parece que vou sufocar a qualquer instante. Nunca sei o que me espera quando chego a casa passadas imensas horas na escola. Merci cherie *

Buh! disse...

nao tens de agradecer! eu acreditei sempre q conseguirias, podes sempre falar cmg. Às vezes (como quem diz maior parte das vezes) as pessoas q estão de fora da situação conseguem ver melhor, com mais lucidez. tu estavas a embrulhar-te toda nesses teus pensamentos, nao vias q estavas a desperdiçar a tua inteligencia. eu limitei-me a abanar-te (os amigos nao devem ser so festinhas!) e q isso te sirva de lição! tu és capaz de quase tudo (acho q ressuscitares é dificil, mas sabe-se la!), todos temos um potencial maior do q o q podemos imaginar e por vezes somos influenciados por pessoas q numas circunstancias pensam q estão a fazer bem e so fazem o contrario. deitar abaixo nunca é bom! (eu so te ajudei por causa dos panos da tua avó ahahaha brincadeira xD) em casa é pior, os adultos nem sempre sabem o q fazem e acabam sempre por magoar quem menos precisa e merece ser magoado. isso é terrivel pq marca muito uma pessoa, pode chegar a mudar uma pessoa por completo. nao guardes isso para ti, tens sorte, tens pessoas q te compreendem. qndo os meus pais se divorciaram eu nao tive essa sorte, nao tinha ninguem com quem falar então nunca falei sobre isso...tu tens-me a mim sempre qndo quiseres, seja q dia for, q hora for :)

AMO-TE DANIELA GRAÇA! (eu sei q a pessoa dos sonhos interessantes é moi!)

Inês disse...

posso ser uma espuma pro cabelo assim de caracois?? sim? sim :x??? gosto muito de ti minha artista...
e de facto as pessoas sao muitas coisas no fundo nao passamos de latas, de ar comprimido que quando sai...sai e o volume se torna muito maior do que quando eramos liquidos....