Quantos andam por aqui?

5 de junho de 2009

O tempo passa tão depressa e nós não damos por ele, mas será que ele dá por ele passar? Não sei. Até agora deixei o tempo correr-me entre as mãos como areia, é manteiga que não consigo segurar no mesmo sítio, é gelatina que foge por todas as fendas, é nada! O que o tempo tem de bom é que aliado a ele estão as memórias, e eu gosto delas. Gosto de me lembrar dos cheiros, das cores, dos sons, das caras das pessoas que vi por apenas uns segundos mas que me marcaram, das músicas que ouvi. Ai o tempo...

2 comentários:

Jo. disse...

e 3 anos voaram...

Artamidae disse...

é bem verdade! o tempo é uma coisa difícil: por um lado deixa-nos as memórias por outro a certeza que nada se vai repetir...