Quantos andam por aqui?

17 de junho de 2012

Résume

Resumindo a minha vida desde a última vez que aqui escrevi:

A queima das fitas foi bonita. Sim, muitas horas em pé, calor misturado com chuva e muito cansaço. Tudo isso e muito mais foi compensado pelo abraço que a avó me deu no final. Senti finalmente o que é deixar alguém orgulhoso e isso deixa-me feliz. Foi uma semana lamechas. Chorar a ler as fitas, chorar a escrever nas fitas.

Tardes passadas na Gulbenkian. Livros antigos. Boa companhia. Sentar na relva e ver o tempo passar.

Trabalhar trabalhar trabalhar para poder ir ao Optimus Primavera Sound! Fiquei totalmente apaixonada. Sotaque inconfundível, cidade linda, estações de metro com nomes inesquecíveis. Foi bonito, muito bonito. Quanto ao festival: não há palavras. Boa música, bom ambiente, boa companhia, bons momentos. Atrevo-me a dizer que tive no Porto o melhor jantar de sempre: estar a comer enquanto tinha o Rufus Wainright a cantar a meros metros de mim. E há mais! Eu, pessoa de pouca sorte quando é para ganhar algo, consegui acertar a várias perguntas e receber em troca 1 hora num spot privilegiado enquanto bebia champanhe e comia chocolate. Não sou extravagante, mas era capaz de me habituar a isso. Mas não foram só rosas, esses 4 dias. Houve chuva, muita chuva. Telefono à irmã e conto-lhe que toda eu, mesmo com uma capa roxa ridículo para a chuva, era água da chuva ao que ela me diz "Amanhã vou para a praia". S. Pedro não foi generoso comigo, confesso.

Santos Populares. Dia passado na faculdade a trabalhar. Para compensar, à noite encontrou-se uma esplanada que nos dava mantas e cerveja barata. Há lá melhor combinação! Chegar à conclusão que em dia de Santos Populares, é impossível encontrar um táxi na capital de Portugal. Perguntas estranhas com direito a respostas ainda mais estranhas.

Noites que começam de forma alegre, passam por momentos filosóficos e acabam a falar de sonhos. "Arrependeste mais de ter feito ou de não ter feito?". Pessoas que reparam em pessoas, conselhos sobre oportunidades perdidas, olhares retrospectivos. Já não há nada a perder.

Acabei a licenciatura e a minha avó continua a não saber qual é o meu curso e muito menos como soletrá-lo. 3 anos. Olho para trás e ficam saudades.

4 comentários:

Green disse...

É tão bom podermos chegar a esta fase, olharmos para trás e percebermos o quanto evoluímos e o quanto conquistámos.
É bom saber que estás bem :)*

Íris disse...

Olá! Eu sou a Íris, e criei o meu blog… entre nuvens (“Nas nuvens com a Íris”)!!
Preciso de nuvenzinhas que povoem este cantinho, por isso, deixo-te um convite:
Visita-me, inspira-te e sonha de olhos abertos…
http://nas-nuvens-com-iris.blogspot.pt/

Espero que gostes e te deixe curiosa!
1Beijinho

Patrícia disse...

Muitos parabéns pela licenciatura e pelos bons momentos passados :)

my precious L. disse...

O último parágrafo poderia ser partilhado por mim :)

http://ovagoencanto.blogspot.pt/