Quantos andam por aqui?

8 de maio de 2011

David Fonseca, o rei

Doem-me as pernas e os braços. Tenho os ouvidos a fazer um zum-zum permanente. A minha garganta já teve dias melhores. Estou imensamente cansada. 

Mas nada disto me importa.

Porquê? Porque eu fiquei ao meio da primeira fila, ou seja, mesmo em frente ao senhor David! Não há palavras. Segundo concerto, ambos na fila da frente mesmo em frente a uma das pessoas que eu mais admiro? Sinto-me fantasticamente sortuda.
Neste concerto existiram dois momentos que me fizeram a noite. Arrisco-me ainda a dizer que se calhar me fizeram a semana. Para isso tenho de vos contar que à 2 meses, antes do concerto de Torres Vedras, eu pintei um retrato dele para lhe oferecer. Mas, estranhamente, ele não recebeu fãs nessa noite.. Esperei esperei esperei, até que surgiu esta oportunidade de ir a Aveiro. Portanto, ontem enquanto ele estava mesmo à minha frente, eu tirei o retrato da mala e pu-lo à minha frente. Não imaginam a minha cara de espanto quando o vi a fixar os olhos na folha e a sorrir. Todo o meu ser se derreteu ali. O grande David estava a olhar para um retrato dele que eu tinha feito e estava a sorrir! A partir daí fiquei sempre a agarrar o desenho de forma a que ele conseguisse ver. Depois de mais umas canções ele veio mais para a frente ainda, e aí eu aproveitei para me inclinar o mais possível de forma a que ele pudesse agarrar o desenho. Não, ele não ficou com o desenho... Mas, fez-me um sinal de aprovação com a mão e um sorriso!! Portanto, podem imaginar como é que a minha pessoa estava. O único problema agora é o meu ego. O David Fonseca gostou de uma pintura que eu fiz. Sou uma pessoa realizada!

David Fonseca, tu és o rei!

2 comentários:

Green disse...

Por acaso hoje já me tinha lembrado de ti, e perguntei-me como teria corrido essa entrega. Parece que não ocorreu, mas a sensação deve ter sido mesmo muito agradável. És uma rapariga cheia de talento é o que é :)
Um beijinho.

Natalia Fênix Gótica disse...

Mostra o desenho pra gente...