Quantos andam por aqui?

5 de dezembro de 2010

Não sei se ria não sei se chore

Qualquer dia tenho de ter uma conversinha com o meu eu que controla os sonhos. Assim não dá! Ontem sonhei que estavam previstos imensos tornados para a zona em que eu moro. Entretanto fui à janela espreitar e vi o Alexander Skarsgard a sair da casa em frente à minha. Depois a sô dona minha irmã decidiu que o melhor sítio para se abrigar era nas arrecadações do sótão. Lá fui à pressa, buscá-la, mas como teimosa que não é, achava que ali era o mais seguro e não queria de lá sair. Não me lembro como, mas consegui convencê-la a sair de lá. Mas havia um problema: ou trazia a minha irmã, ou a minha colecção dos U2. Bolas! Escolha difícil. Lá trouxe a moça*. Mas não é por isto que eu me queixo. Não. Com isto lido eu bem. Sonhar com isto ou com vacas gigantes que comem esparguete é normal para mim. O que me chocou e me dá vontade de rir sempre que me lembro foi o que alguém me disse "Não estou fantástica?! Não comi nada hoje!". Foi isso e a forma como estava vestida. E já agora, porque é que eu nos meus sonhos sou sempre tão afectuosa? Quer dizer, quando é o Bono a querer abraços eu, feita parva, recuso, mas quando são outras pessoas já aceito. Incrível.



*E depois diz-me que eu não gosto de ti!

1 comentário:

Asiram disse...

credooo mulheriii isso anda mesmo atribulado ufa