Quantos andam por aqui?

19 de outubro de 2009

"D* onde está a acetona?" porque é que esta pergunta é sempre feita à minha pessoa? É que não faço ide... ah espera, faço ideia sim senhora. Eu passo a explicar: aqui a je tem a mania que sabe usar tintas e tal, portanto precisa de qualquer coisa para limpar os pinceís. Como o stock de diluente acabou (era quase meio litro por mês!) eu tinha de arranjar qualquer coisa. Oh meus amigos, nada melhor do que a acetona da mamã! Ela tem é um inconveniente, evapora à velocidade da luz! Ah vida...

Sustos, odeio-os! Quer dizer, eu até gosto de pregar um susto uma vez por outra, alguns vá... gosto mesmo de assustar as pessoas, pronto! Hoje ia a entrar na sala de aula, perdida nos meus pensamentos quando me assustei com a rapariga que ia a sair. Ao menos não fui a única a sair dali assustada, menos mal. O mesmo não se pode dizer do susto que a minha irmã me pregou ontem. Eu ia a sair da casa de banho direitinha à sala quando a sô dona C* se lança a mim, vinda do escuro, com os braços todos abertos e a gritar. Eu juro que por momentos perdi noção do barulho que fiz, só sei que deve ter sido imenso. Ai!

Odeio andar carregada, odeio! Hoje ia no comboio com a malinha, com a capa de desenho (cheia de folhas, logo estava pesada) e com um rolo de folhas com mais de metada da minha altura (pesado como tudo!). Ah e a juntar a isto, estava a ter uma batalha interna desgraçada para não adormecer. Era bonito de ser ver, era. Ah e para sorte minha, tive de andar beeeem depressa para não perder o comboio. Ehh tanta sorte que tu tens D*!

Eu sentei-me no sofá para quê? Para ir desenhar o meu retrato, claro está. E já o começei? Ainda nem abri o diário gráfico. Tenho vontade? Ahh, assim assim. Está visto. É que até me sentei por baixo do candeeiro de tecto para ter melhor luz e tudo, mas a vontade de vir para aqui escrever foi maior. Ah por falar em desenhar, hoje foi a tal aula de modelo. Cheguei à sala e tal, toca a tirar o material e quando olhei para o meio da sala, já a modelo estava despida e em pose! Era despachada a moça. Quanto aos desenhos nem correram assim tão mal quanto eu imaginei. Está visto que não consigo desenhar um corpo inteirinho em 30 segundos, mas em 3 minutos já desenho boa parte dele... isto com o treino vai lá.

Como viram não tenho tema-tema, ou seja... não sei que vos diga!

11 comentários:

Luh disse...

Para quem post sem tema não está nada mau não senhora =)
Na semana passada ia a correr e espetei-me contra uma funcionária da secretaria.Elas são todas muito antipáticas,mas nunca a vi tão simpática como naquele momento!
Beijinhos ^^

Luh disse...

*Para um post....

S* disse...

Divagaçoes engraçadas.

Pior é querermos andar giras e trazermos a casa às costas. Sacos, saquinhos e sacões. Bah

Artamidae disse...

desenhar o modelo em 30 segundos é que era uma aflição!
o treino é mesmo a resposta! força!
andar carregada é uma chatice e quando chove é do pior!
(num post próximo vou responder ao teu desafio! obrigado!)

Fábrica de Letras disse...

Olá D*
Nós somos a Fábrica de Letras.
Estamos a iniciar um projecto de blogagens colectivas.
Pretendemos que os bloguers portugueses possam interagir e dar-se a conhecer.
No dia 1 de cada mês, a Fábrica de Letras lançará um tema. Para participar basta escrever um texto sobre o tema proposto e inscrever-se no link que estará à disposição no blog, no dia 15 de cada mês.
Podem ser usados textos,poemas, contos, fotos ou vídeos. Divulga, participa!

*Nós* disse...

Se tu escreves isto tudo quando estas sem tema, eu só posso imaginar o que sai dessa cabecinha quando tiveres um :P

A.Menina

J. disse...

Ainda bem que a aula correu bem! E em 3 minutos não é nada mau :P

Beijinhos

Drks disse...

Voce esta sem assunto?
Imagina quando tiver rs.
Deu um belo post,na real,a nossa vida da milhoes de posts.

bjaum

ADEK disse...

Tenho histórias parecidas com essa da acetona:P

Su disse...

também tive aulas de desenho de modelo nu na faculdade, até tinham a sua graça. ah e também estou sempre a roubar a acetona à minha mãe, mas é porque passo a vida a pintar as unhas e nunca sei onde meti a minha, ahah! gosto de ler as tuas histórias :)

japanese lollipop disse...

Não sabes o que nos digas, mas já disseste muitos, hehe
Azares acontecem :)