Quantos andam por aqui?

3 de outubro de 2009

Artistas

Eu ainda gostava que me explicassem porque é que os artistas são sempre vistos como os “maluquinhos da sociedade”, sim gostava de saber o porquê de tal opinião. Já há muito tempo que oiço estas associações mas eu deixo passar, pois é só mais uma no meio de muitas. Hoje disseram-me (não sabendo que eu era do mundo das artes) “Aquele que se vai candidatar à Câmara de Sintra, aquele que tem ar de artista. Aquele que tem ar de maluco, é que só pode ser artista”. Ora bem isto não é coisa que se diga. Está certo que o senhor tem mesmo cara de maluco, mas daí até ter pinta de artista vai uma grande distância! Está bem que nós, pessoas de artes, destacamo-nos pelo modo de agir, de vestir, de pensar, de encarar as coisas, mas não somos uns trolarós que por aí andam! Por exemplo eu não vou comprar as novas calças da loja X só porque as raparigas todas usam, não vou ouvir a música Y só porque o pessoal “fixe” ouve, eu uso as minhas flores e os meus lacinhos para o cabelo porque gosto e não porque todas as raparigas usam. Eu gosto de pintar as minhas t-shirts e as minhas calças, de fazer as malas à minha maneira e ajeitá-la como quero, de pintar as unhas com a cor que me vier à cabeça… eu cá não gosto de ser tipo copy paste das outras raparigas. Depois de ouvir o tal (in)feliz comentário comecei a observar as madames que andavam pela praia e reparei que andavam quase todas vestidas da mesma forma. Está bem está na moda, está certo, mas depois os artistas é que são os maluquinhos? Então e a originalidade onde está? Onde é que está a individualidade? Onde é que está aquela marca pessoal? Ah pois esqueçam lá isso, os artistas é que não batem bem da cabecinha…

Essas pessoas depois venham cá dizer que precisam de telas para pôr na sala, de ideias originais para decorar o quarto… venham cá venham!

9 comentários:

Patrícia disse...

Não... a sério amei!
Eu hoje em dia já não me importo muito com a roupa que uso,tanto como me importava...com aquela marca pessoal.Ser discreto...faz parte de ser diferente...ou seja,não te deixa ser notado por quem não te conhece,da-te segurança de um certo anónimato...as pessoas não mostram tantas reservas quando falam contigo...tem conversas banais contigo,julgam que gostas dessas conversas,que partilhas o universo delas...tu conheces melhor,ris melhor.É artistico ser igual na diferença...pois tb naquilo que são alternativas,também há modas,e podes te sentir absolutamente alheada dos padrões da moda...mas mesmo na tua marcada forma pessoal..num género de inconsciente...ela habita lá!
Já notaste que nos desfiles de moda,não há nada que esteja "verdadeiramente na moda"?Por isso também é artistico...estar na moda!
:D

O facto de não me vestir de modo mais extravagante...é porque cheguei a um ponto...de total confusão de identidade...:S como "ir" a mim...dividir-me em partes e escolher o que vestir?
Deixou-me de parecer possivel de uns anos para cá!

Caroline Farias disse...

Concordo!
As pessoas acham que a tua originalidade é um loucura da tua cabeça u.u mal elas sabem que elas se vestem iguais e não tem um pingo de criatividade para mostrar!

beijo ;*

Jéssica Trabuco disse...

Já cansei de ouvir isso tbm!
Não somos malucos.. somos os realmente sensatos.. damos valor as coisas realmente importantes!

IM disse...

como eu te percebo! qdo os primeiros a chamarem me maluquinha é a propria da minha familia..they just don't get it. mas muito seriamente acredito que "os maluquinhos" são bem mais felizes que os "normais" por verem tudo de maneira diferente :)

Margarida disse...

Inveja!
Eu achamo a isso inveja!
Porque os artistas 'maluquinhos', como muitos dizem, são MUITO mais FELIZES! ^^

Ana GG disse...

Olá D.
Não te preocupes, quando chegares à minha idade isso passa a ser um posto. Os comentários passam a ser:
"Vê-se mesmo que és das artes"; "Não sei onde desencantas tu essas coisas", "o pessoal das artes tem sempre coisas originais", etc...

Sabes que mais, quando era adolescente já era diferente, nunca me deixei ir por carneiradas. Desenhava a minha própria roupa ou modificava a que tinha. Os meus pais não gostavam muito da ideia mas não me impediam. Por isso, faço precisamente o mesmo com o meu filho. É óptimo construirmos a nossa identidade!

Um beijo, artista!

Kikas disse...

já comentei outro post mas só agora me apercebi do link do teu blog.. a-vida-num-sopro.. leste "a vida num sopro" de josé rodrigues dos santos e gostaste ou foi só pelo título? :) eu sou louquinha por esse homem *.*

S* disse...

Por acaso os artistas têm sempre um ar de outsiders. :P

LBJ disse...

Artistas... Sem comentários a não ser que mal se consegue ler o teu post por causa das bolinhas coloridas mas não te estou a criticar nem a chamar de artista :D

Desculpa mas não resisti a dizer-te esta maldade :)