Quantos andam por aqui?

30 de agosto de 2009

Ora bem agora estou bem! Tinha saudades de casa, de ver as mesmas paredes brancas (não é que em casa da minha tia não sejam brancas, mas o branco das paredes aqui de casa... não sei, é mais bonito!), de ajeitar a minha almofada, de ver os canais de televisão que quero. Ah casa! Portanto ainda hoje é domingo e já estou a pensar nas milhentas coisas que tenho de fazer esta semana (BORING!). E lembrei-me agora que eu vou mudar-me para o sótão! Vai ser bonito vai, andar a subir e a descer escadas a carregar as coisas de 17 anos acumuladas aqui neste espaço, ai vai vai. Esta ideia apareceu na minha cabeça quando reparei que o meu quarto já quase não tem espaço para mais um piu, é que está atulhado de tralhas! São quadros no chão, livros debaixo da cama, guitarras encostadas a cadeiras, diários gráficos e aguarelas na cabeçeiras... está cheio de vida! Mas eu gosto, porque me faz sentir bem, é o meu espaço. Odeio quando vou a casa da minha tia (umas das)e estou sempre a ouvir "não mexas nisso" ou "põe isso já onde estava", é como se a casa fosse um museu "olhar mas não mexer", oh oh manias!

2 comentários:

Artamidae disse...

sou demasiado organizada mas também não me agradam casas-museu...
'tralha' é mesmo sinal de vida!
sempre gostei de sótãos!

J. disse...

Não sou muito arrumada, mas de vez em quando tenho os meus ataques. Mas concordo plenamente com a Artamidae, as casas são para ser vividas e para terem ar disso.