Quantos andam por aqui?

24 de junho de 2009

O sentimento de culpa é a pior coisa que posso sentir. Tenho coisas dentro de mim cobertas por paninhos para não virem à tona, para não desiquilibrarem este meu equilíbrio desiquilibrado. Eu rio-me do que já se passou mas será que é o mais correcto? Olhando para trás eu podia ter feito tanta coisa boa, podia ter dado muito mais, mas não dei e agora sinto culpa... Não é bem culpa, mas hoje sei que tinha tudo o que era necessário e não aproveitei. Agora tenho é de fazer com que no futuro não olhe para trás e pense o mesmo que eu estou a pensar agora. Quero agir, fazer as coisas direitas mas tenho medo - medo que tudo isto não compense..

Porque é que eu tenho de ser o pilar desta família? Qualquer coisa que haja falam comigo, mas eu não sou assim tão dura como pareço! Estou a ver tudo isto a desmoronar-se e não consigo fazer nada... Se são adultos ajam como tal!

O dia de hoje foi muito estranho, e quando digo estranho é estranho mesmo! Já estou a ficar farta da dentista, não que tenha alguma coisa contra a moça mas estar deitada 1 hora e qualquer coisa a olhar para o tecto cansa. Se antes eu queria um dia para não fazer nada, agora tenho-o mas estou farta. Farto-me destas paredes, sempre das mesmas coisas, dos mesmos pensamentos (os se's, o que irei fazer, para quê?...), da mesma rotina. O que me ajudou mesmo hoje foram as tintas e os pinceis, precisava mesmo de passar um tempo a não pensar em nada, e desse não pensar em nada resultou o Bono!


Preciso de sair daqui!

1 comentário:

Jo. disse...

és forte mas os teus pais têm problemas como todos os casais e tu nao podes nem tens de fazer nada pq nao te diz respeito, eles têm de resolver as coisas deles. mas claro q isso vos afecta e isso é mau, muito mesmo e é isso q tens de lhes explicar...


se quiseres sair comigo combinamos, levamos as maquinas x)